Como eliminar a flacidez depois de emagrecer

Você se dedica dia após dia para perder gordura, os resultados estão cada vez melhores, mas agora você se depara com um novo problema: flacidez e/ou excesso de pele. Enquanto algumas pessoas dirão que você precisa se contentar com o progresso que conseguiu, isto não deixa de ser frustrante para pessoas que buscam, além de saúde, conquistar um corpo mais estético. Por isso, separamos algumas dicas de como eliminar a flacidez depois de emagrecer!

Flacidez no corpo

Alimente-se corretamente

É realmente gratificante você ter conseguido emagrecer tanto, não é mesmo? Haja esforço e dedicação. E certamente, neste processo sua alimentação mudou muito, e agora, ela ainda precisa de muita atenção.

Um dos passos importantes a se tomar para diminuir a flacidez é ter uma alimentação balanceada, com ingestão de frutas e verduras de cor vermelha e laranja. Esses alimentos são ricos em vitamina C, essencial para a beleza da pele.

vitamina C pode ser encontrada em alimentos como cenoura e laranja. Uma forma fácil de incluir essa vitamina no cardápio é adicionar um copo de suco de laranja nas refeições e ralar um pouco de cenoura junto a salada.

Invista em itens que atuam na formação do colágeno – proteína necessária para manter a firmeza da pele – encontrado em peixes e leguminosas, por exemplo.

Os suplementos à base de colágenos, comprados em lojas de produtos naturais, também podem ser uma boa forma de aumentar a ingestão desta substância ao longo do dia.

Ganhe massa muscular

Uma das formas mais eficientes para diminuir flacidez e o excesso de pele, é ganhar mais massa muscular para preencher esse espaço vazio que está causando o problema. Quanto mais massa muscular você tiver, mais espaço será ocupado entre o músculo e a pele.

Na verdade, desconsiderar a hipertrofia muscular é o principal motivo para a maioria das pessoas conseguirem perder grandes quantidades de gordura e acabarem ficando flácidas.

Logo, mesmo que o seu foco nunca tenha sido ganhar massa muscular ou ficar “musculoso(a)”, tenha em mente que isto é um dos aspectos importantes para gerar estética corporal.

Não fume

Como se já não existissem milhares de motivos para evitar este hábito, aqui vai mais um: cigarro vai arruinar a elasticidade da sua pele e não vai ajudar em nada na questão “Flacidez”.

Beba muita água

Uma hidratação adequada da pele, ajuda a manter a sua elasticidade, pois renova as fibras de colágeno, o que é importante para mantê-la firme e tonificada. Além disto, a água melhora a circulação e impede o inchaço causado pela retenção de líquidos.

Mantenha o peso para não piorar

O efeito sanfona, que acontece quando se perde peso e engorda com frequência, faz com as fibras elásticas que formam a pele se rompam, o que causa flacidez e estrias. Assim, é importante, ao emagrecer, manter os hábitos saudáveis para que o peso fique estável e não prejudique a pele.

Cremes para barriga

Quando se começa a pesquisar sobre como acabar com a flacidez da barriga, uma das primeiras indicações é o uso do creme para flacidez na barriga. E, geralmente, prometem muitos benefícios como: redução de celulite, gorduras e até estrias.

Mas existe aquele velho ditado: “quando a esmola é demais o santo desconfia”. Pois é, nesse caso é correto desconfiar mesmo. Os cremes são usados como uma forma de prevenir a flacidez na barriga, ou seja, se você já tem flacidez abdominal esses produtos não vão fazer efeito.

Até porque quando há um alto grau de sobra de pele é impossível um creme conseguir reverter a situação. A única solução é a retirada dessa pele na região.

Casos graves

Os tratamentos não invasivos citados têm maior efeito na flacidez de grau leve e moderado. Quando ela é intensa, especialmente em pacientes obesos que perdem grande quantidade de peso, é indicado o tratamento cirúrgico.